segunda-feira, 9 de junho de 2008

É tão cruel...

...mas é a vida!

Pois é...já dizia Manuel bandeira.Esse não é um post triste, melancólico, deprimido, derrotista, conformista ou qualquer coisa ruim do tipo. É só um post óbvio, simples, sem nenhum significado oculto ou frases nas entrelinhas, apenas o sentido mais explícito do que se lê: é a vida!
Por vezes tomamos decisões precipitadas, agimos por instinto, resolvemos provar algo novo. E na maioria delas quebramos a cara. Nem sempre a nossa, mas quebramos.
Em algumas, quebram a nossa também. E aí, oq? Choro, depressão, insônia, porres homéricos, brigas, descontar em quem não tem nada a ver com isso ( mas esse é assunto pra um outro post), mais porres, mais brigas, mais lenços de papel e quilos de chocolate.
Mas no fim das contas, não adiantou nada. Você continua triste, desiludido, com raiva. O motivo de tudo isso não passou e vc agora tem pneuzinhos e um fígado arruinado.
A verdade é que não importa o que vc faça, existem coisas na vida que a gte só pode aceitar. Tem coisas que não são de propósito. Há vezes em que ninguém tem culpa. É a vida!

Uma frase dita em uníssono quando três químicos que não entendem nada da vida resolveram filosofar, provavelmente errada, mas vem bem a calhar. ‘As únicas coisas q não têm lógica são as relações inter-pessoais’.

4 comentários:

Zé Junior disse...

É a mais pura verdade. Relações interpessoais não fazem o menor sentido.

Mas o mais engraçado foi imaginar você tomando um porre homérico. Essa eu queria ver.

Janaína Alves disse...

Sobre o que o Zé comentou: eu discordo! Já vimos você e seu porre homérico... Já vai fazer um ano... Mas nós vimos!!! Mas vem cá, qual o problema de uns porres por aí e fingir que esqueceu a vida??

Mas a verdade é que a vida é essa, é única e só passamos por ela uma vez... Pelo menos desse jeito, com essas pessoas, nesse contexto sem texto e sem sentido. Não dá pra ficar sempre pelos cantos, sempre triste, sempre SEMPRE. É preciso mudar... É preciso encher mais os pulmões e respirar mais ares diferentes.

Uma amiga ruiva me disse esses dias: "Se todo dia você fizer algo que você gosta e te faz feliz aquele momento, você vai ser a pessoa mais feliz do mundo, pois é feliz todos os dias."

Certa ela... Confusos nós!

Felipe disse...

Relações inter-pessoais parecem não ter lógica, mas infelizmente tem

Ela só é confusa demais

Ícaro Vinícius disse...

As relações entre indivíduos de uma população sempre faz muito sentido: agem por instintos, construindo um sistema super-complexo e lógico. O que nos difere das demais espécies animais é a capacidade de agir não apenas com os extintos, mas também com as razões e emoções, de modo que as relações se tornem mais complexas, não sem sentido.

Relações inter-pessoais fazem sentido, muito sentido, mas ele é complexo, muito complexo, sendo quase inútil tentar encontrá-lo. E é aí que concordo plenamente com você, é a vida, é a vida!

Nada de conformismo, mas sim tolerância e discernimento de nossos limites.

Muito mais produtivo tentar produzir sentidos novos e convenientes para as nossas relações do que desvendar os mistérios...